• Posso Usar Teto de Gesso no Banheiro?
  • Compartilhe:

Posso Usar Teto de Gesso no Banheiro?

Para muitas pessoas, esse é o espaço mais gostoso da casa.

Posso Usar Teto de Gesso no Banheiro?

Para muitas pessoas, esse é o espaço mais gostoso da casa. Tanto que deixá-lo perfeito é quase uma obsessão -- estamos falando do banheiro, um espaço que sempre traz uma dúvida específica para a decoração: é possível usar teto de gesso no banheiro? 

O gesso é uma peça elegante, leve e que beneficia muito bem a estética dos espaços. É muito comum utilizá-lo para rebaixar o teto em ambientes como a sala de estar, de jantar, cozinha ou até o quarto, onde a sensação do teto rebaixado traz maior intimismo e elegância, já que é possível complementar boas soluções luminotécnicas para incrementar a decoração. 

Contudo, o gesso é uma peça frágil se em contato com água ou locais úmidos, como é o caso dos banheiros, cozinhas e áreas de serviço. É a partir disso que nasce a dúvida sobre a possibilidade de o gesso ser utilizado ou não nos banheiros. 

E para responder a essas dúvidas e até trazer projetos de banheiros com gesso, trouxemos alguns tópicos abaixo que, certamente, ajudarão a esclarecer as suas dúvidas. 

Por isso, convidamos você a seguir conosco pelas imagens abaixo, tirar algumas dúvidas sobre a instalação do gesso no teto do banheiro e se inspirar mais uma vez!

1. As vantagens do gesso no banheiro

O banheiro é um espaço pequeno, mas que pode receber muitas personalizações na decoração. E o gesso, não tenha dúvidas, é um dessas opções. Com o gesso é possível fazer com que o teto fique mais baixo e o banheiro pareça mais acolhedor e relaxante. 

Com um bom conjunto luminotécnico, a iluminação reforça o conforto e ainda colabora com que a decoração fique mais agradável e moderna. Outro ponto interessante é o de que existem bons complementos com o uso de iluminação LED que pode ser encontrada com ótima variedade de cores.  

2. Os cuidados com o gesso no banheiro

A alta umidade no banheiro traz a necessidade de trazer revestimentos mais resistentes para que não rachem facilmente. Uma das boas dicas para reforçar a proteção no gesso é revesti-lo com tinta epóxi e tinta especial. Outra solução complementar é o uso de massa PVA para corrigir possíveis imperfeições. Contudo, para qualquer aplicação de tinta é fundamental que o gesso já esteja totalmente seco. 

Além disso, é importante que a espessura do gesso escolhido seja maior, assim terá maior resistência a possíveis infiltrações que ocorram no banheiro. 

3. Dicas para instalar o gesso no teto do banheiro 

Antes de pensar em instalar ou ainda escolher o tipo de gesso para o forro do seu banheiro, é importante saber de algumas dicas para não ter grandes problemas. Por isso, separamos os tópicos abaixo: 

- O gesso tem diferentes maneiras de ser aplicado e pode acompanhar uma grande variedade de molduras. Para não errar na escolha, defina o que vai combinar com o formato do banheiro -- se mais largou ou mais estreito. 

- No acabamento vale entender que a moldura do gesso precisa ter, no mínimo, 2 cm entre parede e forro. 

- Evite molduras grandes se o banheiro for pequeno. Para pouco espaço são recomendadas peças com até 15 cm de largura. 

- Entenda como é o seu banheiro: ventilação disponível, possíveis pontos de infiltrações e o tipo de iluminação precisam ser analisados para que a distribuição no espaço seja a melhor possível. 

4. Como organizar a iluminação no banheiro 

A iluminação tem papel importantíssimo para a decoração do banheiro. Com a iluminação correta é possível deixar o banheiro ainda mais confortável. E a vantagem do teto é que dá para optar por lâmpadas embutidas que oferecem ótimo efeito na decoração, como a iluminação direta ou indireta. Quando bem alinhadas ao gesso, o efeito é excelente. 

- Não instale as lâmpadas sem antes falar com um bom técnico eletricista. Ele adaptará e distribuirá a fiação da melhor maneira possível, evitando possíveis problemas de estrutura. 

- Se você decidir rebaixar o teto com gesso no banheiro, evite pendurar peças pesadas, como luminárias ou lustres. É grande o risco de comprometer a estrutura do gesso a longo prazo.

- Assim como nos demais ambientes da casa, é necessário saber ter todas as medidas quanto ao espaço por m2 e a altura disponível para que o teto seja rebaixado. Lembre-se de que o ideal é rebaixar o teto em ambientes com altura maior de 2 metros. Além disso, entender as medidas previamente será importante para a escolha dos modelos de peças decorativas. 

- Por fim, ao contratar um profissional, pesquise pelos trabalhos anteriores e observe se os projetos entregues estão alinhados ao seu interesse decorativo. Além disso, a qualidade na mão de obra é fundamental para que o resultado seja o melhor possível. 

5. Dá para usar gesso comum no banheiro?

Sim, é possível. Contudo, é fundamental que o gesso receba o adequado tratamento com produtos que protejam contra a umidade, já que a infiltração pode prejudicar a estrutura do gesso, caso o banheiro tenha pouca ventilação. 

Além disso, é ideal utilizar materiais impermeabilizantes que preparem o gesso para possíveis infiltrações. Alguns tipos de tintas voltadas para essa proteção são a epóxi e a acrílica. 

6. O gesso acartonado serve para o banheiro?

O gesso acartonado é uma das principais opções para o uso no banheiro, já que é fabricado com materiais mais resistentes à umidade, ao mofo e ao amarelamento. Outra vantagem, é que  o gesso acartonado pode ser encontrada com diferentes opções de cores, o que indica qual a melhor opção para o ambiente em questão.

Banheiros, áreas de serviços, cozinhas e outros ambientes com alta quantidade de umidade, o ideal é a escolha de placas de gesso acartonado com placas verdes, que são altamente resistentes à umidade. Nessas placas estão elementos como o silicone e soluções fungicidas que reforçam o bloqueio à umidade. 

Já as chapas brancas, chamadas de Standard, são indicadas para áreas mais secas e arejadas. Ou seja, não são indicadas para os banheiros. 

Quanto a execução, o drywall é relativamente simples, mas precisa de cuidados especiais para evitar a quebra e o desperdício de materiais e garantir a durabilidade e desempenho.